Porque criamos hierarquias

O nosso mundo está hierarquizado. Desde os tempos mais ínfimos da nossa escolaridade, estabelece-se uma relação de hierarquia: aluno-professor; empregado-patrão. Mais tarde, somos fascinados pela flagrante militarização da nossa educação, seja através de rituais introdutórios à comunidade ou à organização da actividade física planeada.

Talvez, para mim, o exemplo mais flagrante seja a da hierarquização social dos outros animais. Pegando no mais evidente exemplo, o do cão, estabelecemos que o seu contexto social se organiza em “alfa, beta, ómega”, obrigando a uma estrutura rígida uma espécie social e gregária que não a tem no seu comportamento normal.

Porquê a hierarquia? Porquê a noção de que em qualquer sociedade existem relações de superioridade e inferioridade estabelecidas entre os seus vários elementos? Uma manifestação do desejo de poder e dominação, nada mais. O desejo de exercer de uma coerção do outro, fazendo dele uso próprio.

Não será este conceito de hierarquia mais um reflexo da estrutura familiar tipicamente patriarcal, em que temos sempre um macho alfa a quem todos devem obedecer?

Infelizmente, nem os cães nem os lobos se guiam por letras gregas. Porque a humanidade o faria?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s