A Lenda Mágica das Bruxas

A Lenda Mágica das Bruxas

Conforme relatado por Gerald B. Gardner

                Como G. (A Deusa Bruxa) nunca havia amado, mas ela podia decifrar todos os mistérios, até mesmo o mistério da morte; e então ela viajou ao Mundo Subterrâneo.

                Os Guardiães dos Portais a desafiaram: “Despe-te de tuas vestes, põe de lado tuas joias; pois nada podes trazer contigo a esta nossa terra”.

                Assim sendo, ela entregou suas vestes e joias e foi atada, como todos os que entram nos Reinos da Morte, à Toda-Poderosa. (…)

                Tal era sua beleza, que a Morte ajoelhou e beijou-lhe os pés, dizendo: “Santificados sejam teus pés que te trouxera por esta senda. Permanece comigo, deixa-me pousar minha mão fira sobre teu coração”.

                Ela respondeu: “Eu não vos amo. Por que fazeis com que todas as coisas que eu amo e me delicio enfraqueçam e morram?”

                “Senhora”, respondeu a Morte, “contra o envelhecimento e o destino nada posso fazer. A idade faz com que todas as coisas murchem; mas quando os homens morrem ao término de seu tempo, eu lhes proporciono descanso, paz e força para que possam retornar. Mas tu, tu és adorável. Não retorna; permanece comigo”.

                Mas ela respondeu: “Eu não vos amo”.

                Então disse a Morte: “E tu não recebeste minha mão em teu coração, tu tens de receber o açoite da Morte.”

                “É o Destino; melhor assim”, disse ela, e ajoelhou-se; e a Morte a açoitou, e ela exclamou: “Eu sinto as dores do amor”.

                “E a Morte disse, “Abençoada seja”, e deu-lhe cinco beijos, dizendo: “Que assim possas alcançar a alegria e o conhecimento”.

                E a Morte lhe ensinou todos os mistérios. E se amaram e tornaram-se um só, e a Morte ensinou-lhe todas as magias.

                Pois há três grandes eventos na vida do Homem: o amor, a morte e a ressurreição em um novo corpo: e a magia controla todos eles. Para realizar o amor, deve-se retornar ao mesmo tempo e lugar que o ser amado e lembrar-se de amá-lo novamente. Mas para renascer deve-se morrer e estar pronto para receber um novo corpo; e para morrer deve-se nascer, e sem amor não se pode nascer. E estas são todas as magias.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s