A Continuidade da Religião Pagã

Estética Pagã

                 Quando pensamos no Paganismo, a nossa memória leva-nos para um tempo pré-monoteísta, pré-Cristão, de muitos deuses e práticas desactualizadas. No entanto, se nos seguirmos pela cronologia das conversões pela Europa fora, obtemos um conhecimento diferente: até algum (talvez bastante!) tempo depois da introdução do cristianismo, muitas comunidades se mantiveram pagãs. Por exemplo, no ano 600 aC, Londres ainda era um foco de paganismo.

Dança das Bruxas

Ora, o culto do paganismo haveria de sofrer tentativas de extinção assim que foi introduzida a nova religião. Para isso, era forçada a conversão dos líderes dos grupos, daqueles que ditavam as regras. Assim, as leis contra a prática mágica tornaram-se mais rígidas, atingindo o seu apogeu com a Bula de Inocêncio VIII, papa do século XV.

A partir do ano de 1481, em que entra em vigor esta bula papal, bruxos e feiticeiros de ambos os sexos foram perseguidos numa chamada “epidemia de bruxaria”, que penalizava relações sexuais com demónios (incubi e succubi), para além de feitiços, encantos, magias e truques. Acreditava-se que estas “magias” causavam morte, más colheitas e infertilidade dos homens, o que é uma crença natural, já que as tradições pagãs se prendiam exclusivamente com ritos de fertilidade. Foi nesta época que o conceito de “sabbath” entrou no ideário cristão como o “paraíso das bruxas”, infernal para este mas – para elas – um local de imensa e profunda felicidade.

Curiosamente, as festividades rústicas associadas a ritos pagãos mantiveram-se ao longo dos tempos, sendo progressivamente substituídas (muitas vezes apenas titularmente) por equivalentes monoteístas. São casos desses o Dia de Todos os Santos, a Páscoa, o Natal ou mesmo o Dia de S. Valentim.Tradição que se Mantém

Estes dados são importantes para podermos estabelecer uma origem nos ritos da bruxaria e conseguirmos perceber porque é que, apesar de todos os esforços do Vaticano, esta não foi ainda destruída na sua totalidade. Na minha próxima missiva sobre o tema irei falar um pouco sobre o “demónio” e o “deus”. Vamos saber mais sobre paganismo?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s