Entrar no Palco

O que serei hoje? Quem é que eu serei hoje? Uma gata vinda da lua ou uma rapariga saindo da adolescência cheia de dúvidas e dilemas? Uma grega antiga perdida na floresta ou a matriarca coxa de uma família doente?

17

Se eu faço essa pergunta constantemente, nos momentos antes de entrar em cena, aquilo que muitos querem saber é a resposta à inevitável pergunta:

“Como não tens medo de entrar no palco?”

A minha resposta é sempre a mesma: eu tenho.

Tenho medo e acredito que todos temos medo. Na realidade, mantenho-me um pouco aterrorizada ao longo de todo o espectáculo ou performance: nunca se sabe o que pode acontecer. Bem me esforço por fazer pequenos exercícios de aquecimento físico e mental, soprar para dentro da bolha de sabão imaginária e deixá-la voar com toda a ansiedade, com todos os receios que poderão prender a minha personagem.

Seja o que for que acontecer, o mais importante é sentir-me bem. O palco é um lugar de libertação, pois o actor é um ser livre. No encontro com a personagem, passa a ser apenas uma entidade, juntamente com o público, a contracena, o palco, as luzes. Uma única entidade que é o espectáculo.

O que faz um espectáculo?

Post_Instagram-01
Isto sim é um espectáculo!
A última “Criação” dos Actos Urbanos, que me acolheram. 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s