Roupa de Inverno

Giramos na Roda do Ano e as datas não coincidem. Ainda falta para o festival do Inverno e o Rei dos Azevinhos ainda dorme debaixo do seu manto negro. Mas a natureza não obedece ao que está estabelecido. Directa e impiedosa, decidiu: hoje vai ser Inverno.

Vladimir Suchánek - Mulher com cabelo revolto

Chuva, frio, vento: todas essas coisas das quais já não nos lembrávamos. A roupa que está no armário mostra-se insuficiente para os tempos agrestes que daqui virão. Esperava só mudar para a roupa de Inverno lá para Dezembro, mas a natureza decide por si mesma.

Mas vejamos a mudança das estações como uma mudança para nós mesmos! O fim do tempo quente não significa o fim da vida!

A vida encolhe-se e aguarda a sua ansiada germinação. Podemos fazer a mesma coisa e entrar dentro de nós para contemplar e meditar. Usemos esta oportunidade para nos observar e nos amarmos a nós próprios.

Poderemos usar este tempo de frio aconchegados no nosso próprio corpo e, quando chegar a altura, tomar novas decisões.

Por enquanto, uma manta, uma camisola de lã e um chá para o pingo no nariz. Ah mundo, porque mudas sempre de repente?

cozy tea

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s